ORÁCULOS E TERAPIAS

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

ABÓBORA-D'ANTA




Nome científico:
Cayaponia tayuya (Vell.) Cogn. Família: Cucurbitaceae.

Sinônimos botânicos:
Bryonia tayuya Vell., Cayaponia piauhiensis (Cogn.) Cogn., Trianosperma piauhiensis Cogn.


Outros nomes populares:
abóbora-d’anta, abobrinha-do-mato, ana-pinta, ana-pimenta, azougue-dos-pobres, cabeça-de-negro, caiapó, capitão-do-mato, fruta-de-gentio, melão-de-são-caetano, purga-de-caboclo, purga-de-gentio, purga-de-pai-joão, raiz-de-bugre, taiuiá-de-fruta-envenenada, tayuyá, tayuyia, tayuia, tajujá, tomba.


Constituintes químicos:
 amido e alcalóides (cucurbitacina).


Propriedades medicinais:
 raiz verde: drástica; raiz seca: anti-anêmico, antidiarréico, anti-hidrópica, antinevrálgica, anti-reumática, anti-sifilítica, calmante das dores, depurativa, desintoxicante, desobstruente do fígado e do baço, diurética, emenagoga, emética, febrífugo, fortificante, purgativa.


Indicações:
artritismo, atonia gastrointestinal, blenorragia, ciática, dartros, dermatoses, diarréia, dilatação do estômago, dispepsias, doença da pele, dores nas junta, eczemas, energético, erisipelas, escrofulose, febre intermitente, feridas, furúnculos, gânglios enfartados, hidropsia, leucorreia, linfagites crônicas, manchas do rosto, manifestações sifilíticas, paralisia, paralisia, pregas, reconstituinte, reumatismo, sífilis, úlceras.


Parte utilizada:
 folhas, raiz fresca ou seca.


Contra-indicações/cuidados:
a cucurbitacina em é tóxica. Não ultrapassar a dose recomendada.


Efeitos colaterais:


Modo de usar:
 - decocção de 10g de raiz em 1 litro de água;
- infusão das folhas.


Algumas espécies do gênero:
Cayaponia.

Um comentário: